concurseiro feliz porque descobriu como passar em concurso publico

Como Passar em Concurso Público Estudando o que É Importante

concurseiro feliz porque descobriu como passar em concurso publico

Você sabe como passar em concurso público?

Porque as provas de concursos públicos não avaliam os melhores candidatos para o cargo. As bancas elaboram as provas para impedir a nomeação de concurseiros não competentes.

Os órgãos públicos têm o conforto de saber que existem mais candidatos habilitados para o cargo que o número de vagas.

Por exemplo, o concurso para Agente de Polícia Federal de 2014 tinha 98.101 candidatos para 600 vagas. Uma concorrência média de 163,5 candidatos por vaga.

Você não acha que, com esse gigantesco número de candidatos, muito concurseiro bom não passou?

Talvez, quem se classificou em 2.000º também tinha condições de ser um brilhante funcionário público.

A grande concorrência facilita a vida das bancas organizadoras dos concursos.

A intenção de expor essa demanda de candidatos não é de assustar você. Esta relação nem é tão valiosa para se preparar para concursos.

A finalidade é dizer que você não precisa ser o concurseiro que sabe tudo sobre as disciplinas.

Passa quem estuda e acerta mais questões. Nem sempre são os que mais sabem.

O concurseiro nomeado usa um método vencedor para se preparar.

Convido você a ler este artigo. É sobre uma estratégia popular e básicas no universo dos concursos. É definir o que estudar inspirado na banca organizadora.

Mas, já adianto para você, não pode usá-la sozinha!

oferta especial no inicio e final do artigo com imagem

A melhor ferramenta para se preparar

Se queres prever o futuro, estuda o passado
Confúcio

A ferramenta é fácil e prática.

Você separa o maior número de provas anteriores. Divide as questões por disciplinas.

Procure em seu material de estudo a resposta para cada questão. E mesmo se souber a questão, você procura a resposta no material.

Nesta fase você não vai perder tempo testando seus conhecimentos. Marque a resposta no material. Escreva do lado a banca, o ano e o cargo da prova.

Pronto!

Agora você tem um material marcado com os principais tópicos.

estrategia para estudar leis e codigos para concursos

Todo mundo já usou uma prova anterior para estudar. É uma estratégia que vem de uma costela da engenharia reversa (clique aqui para saber mais sobre engenharia reversa).

São muitas vantagens. Você conhece a banca organizadora com profundidade e identifica o que ela considera importante. Se familiariza como a banca cobra as disciplinas.

Quem leu o guia Como Estudar para Concurso para Você Ser Aprovado já sabe da importância de conhecer a banca organizadora.

Vamos fazer um exemplo!

Dica ninja: Na hora de marcar as respostas no seu material você pode usar marca-texto para identificar as palavras-chaves e ter um resumo no próprio material.

Um exemplo para você ver como funciona

Imagine que você está se preparando para o concurso de Agente de Polícia Federal. Então você separa as provas dos concursos de 2012 e 2014

Antes vamos entender um pouco da história destas duas provas.

concorrencia do concurso agente de policia federal de 2012 e de 2014

Fonte demanda edital 2012: http://www.cespe.unb.br/concursos/DPF_12_AGENTE/arquivos/DPF_12_AGENTE_DEMANDA.PDF
Fonte demanda edital 2014: http://www.cespe.unb.br/concursos/DPF_14_AGENTE/arquivos/DEMANDA_DPF_14_AGENTE.PDF

A banca organizadora foi o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe/Unb). A Cespe aplica provas bem elaboradas e difíceis.

É uma banca temida por muitos concurseiro. Em muitas provas objetivas usa o método “Certo ou Errado” e penaliza a resposta errada.

primeira oferta especial do artigo na esquerdaA avaliação de conhecimentos tinha o mesmo formato para os dois editais.

Uma prova objetiva e uma discursiva no mesmo dia com duração total de 5 horas. Essas provas eram classificatórias e eliminatórias.

São 120 itens para julgar “certo ou errado” na prova objetiva. Cada resposta correta dava 1 ponto e errada diminui 1 ponto. Itens sem resposta ou com a marcação dupla não descontam pontos.

Pontuação máxima de 120 pontos para a prova. Nota menor que 48 pontos eliminava o concurseiro na prova de 2014. Na prova de 2012 a nota mínima era de 36.

Na prova discursiva, o candidato elabora um texto com o máximo de 30 linhas sobre um tema específico. Nota máxima 13 pontos e mínima de 6,5 pontos.

A nota final do candidato era a soma das notas das duas provas.

A disciplina escolhida para o exemplo

Disciplina: Noções de Direito Constitucional (disciplina básica para muitos editais).
Prova: prova objetiva.

O edital para essa disciplina era o mesmo nas 2 provas.

edital da disciplina nocoes de direito constitucional para o concurso de agente de policia federal de 2012 e 2014

Atenção: Você precisa da Constituição Federal de 1988 (CF) atualizada para acompanhar o exemplo. Para quem não tem, pegue aqui a sua cópia.

O primeiro passo é dissecar o edital

Relacione o artigo da Constituição Federal de 1988 (CF) correspondente a cada item do edital.

Esta etapa é interessante para você acompanhar o impacto da estratégia nos estudos e para aprimorá-la. Veja como fica (foram relacionados 35 artigos):

1 Direitos e garantias fundamentais:
Direitos e Deveres Individuais e Coletivos: art. 5º;
Direitos Sociais: art. 6º; art. 7º; art. 8º; art. 9º; art. 10; art. 11;
Direitos de Nacionalidade: art. 12; art. 13;
Direitos Políticos: art. 14; art. 15; art. 16;
Partidos Políticos: art. 17;

2 Poder Executivo:
Atribuições do Presidente da República: art. 84;

3 Defesa do Estado e das Instituições Democráticas:
Segurança Pública; Organização: art. 144;

4 Ordem Social:
Bases e Objetivos da Ordem Social: art. 193;
Seguridade Social: art. 194; art. 195; art. 196; art. 197; art.198; art. 199; art. 200; art. 201; art. 202; art. 203; art. 204;
Meio Ambiente: art. 225;
Família, Criança, Adolescente, idoso: art. 226; art. 227; art. 228; art. 229; art. 230;
Índios: art. 231; art. 232;

 

Como funciona na prática

Você precisa das provas, dos gabaritos e da CF.

Agora você vai marcar os trechos da CF que respondem cada questão das provas.

Analisando a prova de 2012

Na prova de 2012 caíram 5 questões de Direito Constitucional que exploraram 3 artigos dos 35 do edital.

A seguir as questões da prova de 2012 (veja a prova inteira aqui):.

questoes de direito constitucional da prova de agente de policia federal de 2012

O gabarito da prova de 2012 é esse:

respostas das questoes de direito constitucional da prova de agente de policia federal de 2012

As marcação do seu material com banca/ano/cargo fica assim:

trecho da constituicao cobrado na disciplina de direito constitucional da prova de agente da policia federal de 2012

Analisando a prova de 2014

Na prova de 2014 caíram 4 questões de Direito Constitucional que exploraram 2 artigos dos 35 do edital.

A seguir as questões da prova de 2014 (veja a prova inteira aqui):.

questoes de direito constitucional da prova de agente de policia federal de 2014

O gabarito da prova de 2014 é esse:

respostas das questoes de direito constitucional da prova de agente de policia federal de 2014

Atenção: É difícil responder a questão 114 analisando somente a CF. É necessário um conhecimento mais profundo do tema que é encontrado, por exemplo, no livro Direito Constitucional Descomplicado.

As marcação do seu material com banca/ano/cargo fica assim:

trecho da constituicao cobrado na disciplina de direito constitucional da prova de agente da policia federal de 2014

Dica ninja: Faça uma marcação dupla nos artigos cobrados em mais de uma prova.

Como fica o seu planejamento

primeira oferta especial do artigo na direitaAs duas provas exigiram mais o artigo 5º.

O artigo 144 caiu duas vezes na prova de 2012. Ele descreve as funções da Polícia Federal.

Com estes dados, você consegue definir uma programação de estudos e de revisões.

Por exemplo, use uma técnica de memorização para fixar o conteúdo. Você pode fazer exercícios ou montar flashcards com perguntas e resposta para estudar semanalmente.

No artigo As Melhores e as Piores Técnicas para Você Estudar para Concurso, você descobre como estudar para aprender em menos tempo.

Como passar em concurso público aprimorando o seu plano

Uma forma de aprimorar o plano de estudo é selecionar outros incisos dentro dos artigos que você marcou. Incisos importantes para o cargo, área e instituição do cargo.

Estes 3 incisos do art. 5º poderiam cair em provas futuras.

trecho da constituicao com a marcacao do que caiu na prova de agente de policia federal de 2012

Dica ninja: Você identifica os novos artigos e incisos escrevendo a banca e a instituição do cargo no seu material. Marque também as palavras-chaves para preparar o material para estudo e revisões.

Quer turbinar ainda mais a estratégia?

Do edital dissecado você pode ver outros artigos importantes para o seu cargo.

como melhorar a estrategia para estudar leis e codigos

Quais os problemas com a estratégia?

Você pode não encontrar um número suficiente de provas e questões para desenvolver uma boa análise.

Para incrementar você pode filtrar provas de outros concursos.

Faça um teste no site Qconcursos. Estão disponíveis milhares de provas.

como usar o filtro do site de provas qconcursos

Imagine que você fosse um dos candidatos para o concurso de 2014 (você ainda não sabe o cai na prova). Você só teria a prova de 2012 para montar sua estratégia.

Então, quando você está se preparando, aplica a técnica. Marca todas as respostas da prova de 2012 na sua Constituição Federal. Também separa incisos e artigos importantes relacionados com o cargo.

Depois de fazer a prova (de 2014) você verificou que seu material estão marcadas as respostas das questões 113, 114 e 115.

Mas, a questão 116 é do art. 8º da CF (que não caiu na prova de 2012).

E aí como fica?

O problema é o pequeno número de questões. Somente as 5 questões da prova de 2012.

Para contornar o problema selecione provas da mesma carreira ou do mesmo nível de escolaridade.

Se você selecionar mais questões obterá um resultado melhor. A seguir novos filtros no site Questões Concursos.

filtro qconcursos cespe direito constitucional direitos sociais policial superior

filtro qconcursos cespe direito constitucional direitos sociais policial superior

Os novos filtros acima mantiveram a banca organizadora, a disciplina e nível de escolaridade exigido para o cargo. Em um dos quadros até a carreira policial foi mantida.

Agora você encontra questões em provas de 2012 e 2013 que tinham abordado o tema Associação Sindical e seu registro em órgão competente.

Combinar a resolução de exercícios com o planejamento dos tópicos críticos torna sua preparação poderosa.

Eu já contei a história do professor Gustavo Barchet. Ele foi aprovado para Delegado de Polícia Federal com pouco tempo para se preparar, com a estratégia de….bom você já sabe! tá lá no guia.

Como expandir para outras disciplinas

No exemplo ficou claro o uso em disciplinas que envolvem legislação ou atos normativos. Mas você pode ir além!

Aplique este plano de preparação nas disciplinas básicas. Ou nas disciplinas que você tem que memorizar muita informação.

Elas aparecem em quase todos os concursos. São disciplinas como Língua Portuguesa, Informática e Raciocínio Lógico.

No exemplo apresentado da prova de 2014, a maior parte da prova objetiva foram destas disciplinas. São 52 % da prova de disciplinas com conteúdo imenso.

tabela do numero de questoes de raciocinio logico informatica e portugues da prova de agente de policia federal de 2012

Analisar o que caiu nas provas anteriores é um ponto de partida para definir o que estudar.

O que muda nestas disciplinas é a fonte de consulta. Você precisa ter uma boa bibliografia especializada em concursos. E existem excelentes materiais.

segunda oferta especial do artigo na esquerdaOlhar o que caiu nas últimas provas, ajuda você a definir o que é importante no seu planejamento de estudo.

Mônica Massad, professora de Língua Portuguesa, dá dicas sobre a preparação para o concurso do MPU (Ministério Público Federal) na Folha Dirigida.

Ela orienta seus alunos sobre os principais tópicos cobrados e a bibliografia. Diz que as provas anteriores ajudam a identificar tópicos recorrentes.

Atenção: As informações ficam desatualizadas. Direito e Informática são suscetíveis a mudanças.

Porque a estratégia pode falhar

A maneira mais segura de ser enganado
é julgar-se mais esperto do que os outros
François La Rochefoucauld

Você não pode confiar a sua preparação apenas em cima de tópicos de provas anteriores.

A base da prova é o edital e não uma fração dele.

Se você usar somente esta estratégia pode diminuir as suas chances de passar. A aprovação não acontece por gravidade.

Você pode escolher tópicos que as questões cobradas são difíceis. Você erra mesmo tendo estudado bastante.

O contrário também é válido.

Você pode não estudar tópicos que na prova podem ser questões simples e também não conseguir acertar porque não estudou.

Esta estratégia é importante para orientar o seu estudo e não limitá-lo.

Dica ninja: Se você quiser ganhar tempo na preparação, use as técnicas de estudo que agilizem a sua aprendizagem.

Por que esta estratégia é tão importante?

Conhecer a banca, é importante para você conseguir:

  • Pensar como a banca para decidir o que é importante do edital.
  • Estudar com exercícios que é a melhor forma para memorizar.
  • Entender o formato da prova e não perder tempo para responder às questões.
  • Usar a relação custo-benefício e revisar o essencial.

 
Se você esperava encontrar uma formula mágica para se preparar. Esqueça!

Não existe milagre na vida de concurseiro. Você tem que estudar.

Dica ninja: Se você estiver cansado de ficar adiando os estudos, aprenda aqui Como Começar a Estudar para Concurso.

Conclusão

O concurseiro é refém de uma dúvida crônica: Saber o que estudar.

Estudar para concursos com foco na prova é uma ferramenta para o planejamento do estudo. Mas, não a única forma de planejar.

Se você não estudar itens importantes do edital condena a sua nota para o pelotão dos intermediários.

As bancas também sabem que você estuda as provas anteriores. Por isso elas criam artifícios para selecionar os candidatos. Elas exigem mais nas questões que caem em todas as provas e colocam assuntos inéditos.

É difícil você ser aprovado sem estudar as provas anteriores.

Também é difícil ser bem-sucedido se você estudar somente o passado.

E agora me diz, você já usou está estratégia para estudar?

Me conte como você estuda aqui embaixo.

oferta especial no inicio e final do artigo com imagem

Fale o que Você Pensa!